Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Zelaya se prepara para deixar Embaixada do Brasil em Honduras ainda hoje
 
Quarta, 27 de Janeiro de 2010  
 

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, se prepara para deixar a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa (capital hondurenha) ainda hoje (27) em direção a Santo Domingo (capital da República Dominicana). O presidente eleito, Porfírio “Pepe” Lobo, que toma posse nesta quarta-feira, fez um acordo com o presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, para conceder salvo-conduto a Zelaya e a sua mulher Xiomara, permitindo que deixem a embaixada.

Desde 21 de setembro de 2009, Zelaya, a mulher e um grupo de correligionários estão hospedados na embaixada. O local é supervisionado noite e dia por militares e policiais. Eles não podem deixar a sede brasileira. Tudo que entra na embaixada deve ser minuciosamente fiscalizado pelas autoridades hondurenhas.

Os observadores brasileiros acompanham a distância as negociações para a concessão de salvo-conduto a Zelaya. Oficialmente, o governo do Brasil não foi informado sobre o acordo e a eventual saída do presidente deposto da embaixada.

Uma das hipóteses é retirar Zelaya da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, acompanhado pela mulher e pelo presidente da República Dominicana, em um helicóptero.

A interlocutores, o presidente deposto sinalizou que ficará apenas um período em Santo Domingo. Ele espera um  “acordo de reconciliação nacional”. Com isso, retornaria a Honduras sem ameaças nem riscos.

Ontem (26), a Anistia Internacional apelou ao presidente eleito para que investigue os eventuais abusos ocorridos durante o golpe de Estado e nos dias posteriores a ele. De acordo com o organismo, houve violência sexual cometida contra crianças e mulheres, espancamentos e ameaças de intimidação a autoridades.

 

ABr


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.