Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Fla bate o Timão e se aproxima do hexa
 
Domingo, 29 de Novembro de 2009  
 
Com gols de Zé Roberto e Léo Moura, o time carioca passou pelo Corinthians e foi beneficiado pela derrota do São Paulo para o Goiás

A frustração da semana passada foi transformada em euforia e agora o Flamengo está a uma vitória de conquistar, após 17 anos, o Campeonato Brasileiro. O caminho para o hexa ficou mais curto depois da vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, neste domingo, em Campinas, e da derrota do então líder São Paulo para o Goiás, em Goiânia. Com 64 pontos, a equipe rubro-negra chegou pela primeira vez na ponta da tabela.

O Flamengo, na verdade, nem precisou fazer muito para vencer um desmotivado Corinthians, que logo no primeiro tempo perdeu Edu e Ronaldo, machucados. Depois de marcar o primeiro gol com Zé Roberto, aos 26 minutos da etapa inicial, o time carioca apenas administrou o jogo e viu sua torcida fazer a festa com a derrota do São Paulo. A Fiel, por sua vez, era o reflexo do time: apática. Léo Moura fez o segundo.

Nesse novo cenário do Brasileirão, o Maracanã tem tudo para ser o palco de uma grande festa rubro-negra no próximo domingo, quando o Fla recebe o Grêmio, pela última rodada da competição. Assim como fez no empate com o Goiás, que impediu a liderança carioca na semana passada, a torcida deve lotar o estádio e, enfim, voltar a comemorar um título brasileiro, algo que não acontece desde 1992.

Para o Corinthians, por outro lado, será o fim de uma temporada que valeu pelo primeiro semestre, quando a equipe conquistou o Paulistão e a Copa do Brasil. A ideia para o jogo contra o Atlético-MG, domingo, em Belo Horizonte, já é poupar a maioria dos jogadores para o início do próximo ano. Após 37 jogos do Nacional, o Timão soma 49 pontos e figura na zona intermediária.

Ao final da partida, já nos acréscimos, uma cena lamentável. Um torcedor do Corinthians invadiu o gramado e partiu para cima do auxiliar Alessandro Alvaro Rocha Matos, com quem trocou socos e pontapés. A Polícia Militar o prendeu.

Se para o Corinthians o jogo não valia nada, para o Flamengo valia muito. Não à toa a equipe carioca partiu para cima logo de cara. Aos 2 minutos, Léo Moura avançou com velocidade pela direita e cruzou para o meio da área. A defesa do Timão, porém, levou a melhor. Quem levou a pior foi Edu no lance seguinte, aos 3 minutos.

O volante corintiano se esticou para tirar uma bola e sentiu a virilha. Imediatamente o técnico Mano Menezes mandou Moradei a campo. Sem tomar conhecimento dos problemas do adversário, o Flamengo quase chegou ao gol aos 4. Petkovic bateu falta para área e Álvaro cabeceou na trave esquerda do goleiro Felipe.

A pressão rubro-negra aumentou no lance seguinte. Petkovic cobrou escanteio e a bola sobrou para Willians, que chutou cruzado para fora. O domínio era todo do Flamengo, que aos 12 teve excelente chance com Bruno Mezenga. O garoto, de 21 anos, apareceu na cara do gol, depois de ganha da zaga na corrida, e bateu para fora.

Aos 13, enfim, uma chance para o Corinthians. O argentino Escudero arriscou forte chute de fora da área, obrigando Bruno a espalmar. Dois minutos depois, em cobrança de falta, Ronaldo deu mais trabalho ao goleiro rubro-negro. A pequena pressão do Timão diminuiu o ímpeto flamenguista, mas o time carioca ainda era melhor.

Dez minutos mais tarde, o Alvinegro teve mais um problema. E dessa vez fenomenal. Ronaldo avançou com velocidade para área e na hora de disputar com Airton caiu na grande área, sentindo um estiramento na coxa. Souza entrou em seu lugar, e a torcida do Flamengo gritou o nome do atacante.

A notícia que vinha do Serra Dourada, porém, não era tão boa para o Fla: gol do São Paulo. Mas o time não se abateu em campo. Pelo contrário. Aos 26, após ótimo passe de Toró, Zé Roberto ganhou na corrida da zaga e tocou para o fundo do gol. Minutos depois, a notícia do gol de empate do Goiás explodiu novamente a massa rubro-negra.

Mais tarde, o time esmeraldino ainda viraria o jogo, para alegria dos flamenguistas. Do outro lado, a torcida do Corinthians estava quieta, um reflexo do que o time estava apresentando em campo. O jogo só “animou” para os alvinegros quando Evandro Rogério Roman fez um festival de cartões amarelos: Souza, Elias e Chicão.

Irritado, Mano Menezes reclamou muito à beira do campo e foi expulso. E antes que o primeiro tempo terminasse, Chicão quase empatou de falta, aos 47 minutos.

É campeão?

As duas equipes voltaram para a segunda etapa sem alterações. Mas dessa vez quem tomou a atitude de ir para o ataque primeiro foi o Corinthians. Logo no primeiro minuto, Defederico recebeu perto da meia-lua, cortou um marcador e bateu de fora da área. A bola, porém, saiu fraca e Bruno fez defesa tranquila.

O Corinthians aparentava estar mais organizado no início da etapa final, mas a boa marcação do Flamengo no meio campo impedia que Defederico e Elias conseguissem armar alguma boa jogada. Tanto que aos 4 minutos o Timão girou a bola de um lado para o outro e não encontrou espaço para tentar servir os atacantes.

A solução foi mandar a bola para área. Aos 7 minutos, Defederico alçou cobrança de falta buscando Jorge Henrique, mas Bruno ficou tranquilo com a bola. A melhor chance do Timão, aliás, saiu de uma bola parada. Aos 10, Defederico bateu escanteio da esquerda e Paulo André cabeceou para boa intervenção do goleiro rubro-negro.

Diferentemente do primeiro tempo, quando atacou quase o tempo todo, o Flamengo estava mais apático no segundo. Mas embora não conseguisse chegar com perigo, o Corinthians também não dava trabalho. A equipe paulista voltou a ter uma chance apenas aos 21. Chicão cobrou falta, mas bateu fraco na bola e facilitou para Bruno.

O zagueiro corintiano, porém, seria expulso logo depois, aos 23, por falta em Fierro. A comemoração da torcida rubro-negra aumentaria ainda mais aos 24, quando chegou a notícia de que o Goiás marcara o terceiro gol em cima do São Paulo. A equipe tricolor até diminuiu em seguida, mas logo levou o quarto e despreocupou os flamenguistas.

Em campo, nem Flamengo, muito menos o Corinthians, pareciam dispostos a mudar o placar. Mas aos 45 minutos, Dodô puxou Léo Moura na grande área. Pênalti. Na cobrança, aos 48, Léo Moura fez o segundo. E a torcida do Fla gritou: “É campeão”.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS - Felipe; Jucilei, Chicão, Paulo André e Escudero (Dodô); Edu (Moradei), Elias, Boquita e Defederico; Jorge Henrique e Ronaldo (Souza). Técnico: Mano Menezes.

FLAMENGO - Bruno; Léo Moura, Álvaro, Ronaldo Angelim e Juan; Aírton, Toró, Willians e Petkovic (Fierro); Zé Roberto (Kleberson) e Bruno Mezenga (Denis Marques). Técnico: Andrade.


Gols: Zé Roberto, aos 26 minutos do primeiro tempo; Léo Moura, aos 48 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Moradei, Souza, Chicão, Elias, Escudero, Paulo André, Felipe (C);Álvaro, Toró, Petkovic, Willians (F) Cartão vermelho: Chicão (C)

Público total: 25.775. Renda: R$ 723.800,00

Estádio: Brinco de Ouro, em Campinas (SP). Data: 29/11/2009. Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR). Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha Matos (BA) e Altemir Hausmann (RS). 

 

g1


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.