Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Universidades poderão mudar datas de vestibulares por causa do Enem
 
Terça, 06 de Outubro de 2009  
 

As instituições que irão utilizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de seleção de novos alunos estão dispostas a fazer mudanças em seus calendários desde que não haja atraso no início das aulas em 2010.  As universidades e institutos federais só irão decidir se farão alterações em seus calendários após a definição da nova data do exame, que será anunciada na quarta-feira (7).

O Enem foi adiado após vazamento da prova, que deveria ter isso aplicada no último fim de semana. De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Alan Barbiero, após a definição, cada universidade definirá o que fará em seu calendário de seleção.

“Queremos garantir o sucesso do Enem, mas é claro que temos grande preocupação de garantir o ingresso no início do primeiro semestre”, afirmou.

Com o adiamento do Enem, o exame provavelmente vai coincidir com vestibulares de universidades federais. Segundo Barbiero, o MEC apresentou um levantamento com as datas de todas as seleções do país. O objetivo é buscar uma data que tenha impacto menor para instituições e alunos.

“A definição da data é uma responsabilidade do MEC. O que vamos fazer é buscar adequação do calendário. Vamos fazer um esforço para fazer adequação, umas [universidades] vão se adequar, outras não”, disse Barbiero.

Apesar da indefinição e da garantia de autonomia às universidades, que poderão inclusive deixar de utilizar a notas do Enem, Barbiero disse que há, entre os reitores, “um sentimento coletivo” de manter a adesão ao exame nacional.

“Cada universidade participou de forma autônoma [na adesão ao Enem], qualquer mudança será decisão de cada universidade. O que posso afirmar é que um existe sentimento coletivo de confiança e de apoio ao MEC de que vamos utilizar o Enem”, afirmou.

Até agora, nenhuma universidade ou instituto federal desistiu de utilizar o Enem na seleção de estudantes, segundo a Andifes e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Conif), que reiteraram o apoio ao MEC. “Temos que ter disposição de fazer ajustes nos nossos calendários”, disse o presidente do Conif, Paulo Cesar Pereira.

 

ABr


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.