Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Popularidade de Lula e avaliação do governo caem em setembro
 
Terça, 08 de Setembro de 2009  
 

A popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva caiu 4,7 pontos percentuais em setembro, de acordo com a Pesquisa CNT/Sensus, divulgada hoje (8) pela Confederação Nacional do Transporte e o Instituto Sensus. De acordo com a pesquisa, a popularidade de Lula este mês ficou em 76,8%. Em maio, quando foi feito o último levantamento, era de 81,5%.

De acordo com o diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, entre os fatores que causaram a queda estão a crise no Senado e a influenza A (H1N1) - gripe suína.

“Há uma comunicação menos direta com o povo e há o efeito Lina e Dilma [a contradição entre as afirmações da ex-secretária da Receita Lina Vieira e da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff sobre um suposto encontro secreto das duas], o Senado e também a saúde”.

A avaliação do governo também teve queda de 4,4 pontos percentuais. Em setembro, a avaliação positiva do governo foi de 65,4%, enquanto em maio, na última pesquisa, havia sido de 69,8%. A queda foi verificada principalmente nas regiões Sul e Sudeste, entre mulheres da área urbana com alta escolaridade e entre as pessoas mais jovens e as mais velhas.

Além disso, segundo a pesquisa, 23,4% da população acredita que a saúde melhorou, mas 49,4% da população disse que houve piora no serviço. Na comparação com a pesquisa anterior, em maio, houve aumento entre os que acham que a saúde piorou nos últimos seis meses. Em maio, esses índices eram de 28,2% para os que acreditavam que a saúde estava melhor e 44,3% disseram que a saúde piorou.

Em relação ao emprego e a renda, na avaliação dos últimos seis meses, houve alterações em alguns números. No caso do emprego, atualmente 36,5% da população acredita que houve melhora, contra 32,3% em maio. O percentual dos que acham que a renda ficou igual em setembro foi de 27,8%, sendo que em maio esse número foi de 22,5%, e os que acreditam que piorou em setembro foi de 33,3% contra 43,1% em maior.

No caso da renda, o número dos que acham que melhorou ficou estável em relação a maio. Em setembro, o valor foi de 28,2% e em maio, 28,7%. Os que acham que não houve alteração na renda foi de 42% em setembro e de 46,7% em maio. Já 24% que dizem que houve piora. Em maio, eram 27,5%.

A expectativa para os próximos meses em relação à saúde para 53,8% é de que vai melhorar, o que representa uma baixa de quase um ponto percentual em relação ao mês de maio. Os que acreditam que vai ficar igual e os que acham que vai piorar se manteve na casa dos 26% e de 15%, respectivamente.

Para o emprego, a projeção é de que haja melhora para 59,6% da população, contra 56,4% em maio. Os que acham que ficará igual somam 22,5% em setembro e em maio esse número foi de 23,5%. os que firmam que vai piorar ficaram em 12,4% em setembro e em maio esse número foi de 16,5%.

A expectativa em relação à renda também sofreu algumas mudanças nos números em relação a maio. Os que acham que vai aumentar somam 56,6% em setembro, uma alta de 3,2 pontos percentuais em relação a maio. Para 29,4% da população a renda vai ficar igual contra 31% em maio. Os que disseram neste mês que a renda vai reduzir somam 9,3, contra 11,5% em maio.

A pesquisa foi feita entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro em 136 municípios de 24 estados das cinco regiões do país. Foram entrevistadas 2 mil pessoas.


ABr


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.