Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Suplicy dá cartão vermelho para Sarney
 
Quarta, 26 de Agosto de 2009  
 

Um dia depois de protagonizar uma discussão com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) o petista Eduardo Suplicy (SP), hoje (25), ao discursar da tribuna do plenário, mostrou um cartão vermelho para Sarney, que não estava presente, e voltou a pedir que o senador do Amapá renuncie ao cargo de presidente da Casa. 

“O Senado já sofreu desgaste incomensurável com o arrastar dessa situação. A Casa está paralisada há meses. As grandes questões nacionais não são discutidas. Parlamentares e partidos políticos estão derretendo frente à opinião pública. Ainda não conseguimos votar uma proposição importante neste segundo semestre no plenário do Senado e não se vislumbra como será possível isso acontecer enquanto não for resolvida a questão relativa ao presidente José Sarney”, disse Suplicy.

O protesto do senador petista ocorre uma semana depois do Conselho de Ética do Senado arquivar 11 representações contra Sarney. Na avaliação de Suplicy, o arquivamento das representações não resolveu a situação do Senado.

A atitude de Suplicy deu início a um bate-boca com o sendor Heráclito Fortes (DEM-PI), que sugeriu ao petista que apresentasse o cartão ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem considera responsável pela crise do Senado. “Lula invadiu o campo do Senado e deu cartão amarelo para o líder do seu partido”, disse Heráclito ao se referir ao senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que chegou a anunciar, na semana passada, que iria entregar a liderança, mas voltou atrás.

“Não queira ser juiz de futebol. Queira ser um senador da República que honra os milhões de votos que teve em São Paulo. Não use isso, que o diminui. Use a palavra e não o cartão. Use o argumento e não o gesto. Esse gesto envergonha São Paulo”, afirmou Heráclito.

Suplicy retrucou mostrando o cartão vermelho para Heráclito. O senador José Nery (P-SOL-PA) apoiou o ato de Suplicy. Já o senador Almeida Lima (PMDB-SE) saiu em defesa de Sarney, acusando o petista de não aceitar o resultado do Conselho de Ética.

 

ABr / Foto: Wilson Dias


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.