Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Contrariando expectativa inicial, arrecadação cai pelo 9º mês seguido
 
Quinta, 20 de Agosto de 2009  
 

Em julho, arrecadação somou R$ 58,6 bilhões e teve queda real de 9,3%.
Até julho, governo arrecada R$ 380 bi, com recuo de 7,3%, diz Receita.

A arrecadação de impostos e contribuições federais, além das "demais receitas" (concessões e royalties, entre outros), totalizou R$ 58,6 bilhões em julho deste ano, o que representa uma queda real (com valores corrigidos pelo IPCA) de 9,38% frente ao mesmo mês do ano passado, informou nesta quinta-feira (20) a Secretaria da Receita Federal. Os valores incluem as receitas previdenciárias.

Segundo o órgão, esse é o nono mês consecutivo de recuo da arrecadação federal na comparação com o mesmo mês do ano anterior. A comparação com o mesmo período do ano passado é considerada mais apropriada por especialistas.

Em junho, o coordenador-geral de Estudos, Previsão e Análise do órgão, Marcelo Lettieri, avaliou que a arrecadação poderia subir em julho por conta de "fatores atípicos", que seriam: o pagamento de um débito em atraso de R$ 500 milhões por uma empresa e a abertura de capital da Visanet. Somente com este último fator, a previsão era de arrecadar R$ 2 bilhões a mais em IRPJ e CSLL em julho e agosto deste ano.

Acumulado do ano

No acumulado dos sete primeiros meses deste ano, informou a Receita Federal, a arrecadação total somou R$ 380 bilhões, o que significa uma queda real de 7,39% frente ao mesmo período de 2008.

Se a arrecadação se mantivesse estável frente ao mesmo período do ano passado, em termos reais, o governo arrecadaria R$ 30 bilhões a mais de janeiro a julho de 2009. Por conta da frustração de receitas, já foram realizados ajustes no orçamento deste ano, por meio do corte de gastos.

Segundo dados da Receita Federal, a crise financeira é a principal responsável pela queda da arrecadação neste ano, além dos cortes de impostos efetuados pelo órgão - feitos justamente para reativar a economia por conta das turbulências internacionais. Além disso, também foram contabilizados R$ 4,3 bilhões em compensações de tributos.

Neste ano, a lucratividade das empresas recuou, pelo menos, 29,5%, enquanto a produção industrial caiu 13,4%; as importações caíram 31% em dólar. Todos estes fatores, que estão ligados à crise financeira internacional, contribuíram para derrubar a arrecadação em 2009.

Reduções de tributos

No acumulado de janeiro a julho, segundo informou a Receita Federal nesta quinta-feira (20), as reduções de tributos geraram uma queda de R$ 15 bilhões na arrecadação de impostos e contribuições federais de janeiro a junho deste ano.

A Receita Federal lembra que, além da redução do IPI de automóveis, de materiais de construção e da linha branca (máquinas de lavar, tanquinhos, fogões e geladeiras), também foi extinta a CPMF (pois a prorrogação não passou no Congresso Nacional), houve redução da alíquota do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) e redução da CIDE para gasolina e diesel. Também foi alterada a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

 

g1


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.