Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Lula: País crescerá em 2009 “menos do que gostaríamos”
 
Quarta, 18 de Março de 2009  
 

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que a crise está obrigando o Brasil a enfrentar "turbulências que não criamos". Em palestra durante seminário para investidores em Nova York, o presidente afirmou que o Brasil não quebrou e não vai quebrar. "Enquanto a maioria dos países ricos mergulha na recessão, o Brasil vai continuar crescendo. Cresceremos em 2009 menos do que gostaríamos e menos do que poderíamos se não fosse essa crise externa. Mas vamos crescer", afirmou.
 Lula criticou os bancos, que em vez de cumprirem papel de financiador do setor produtivo descolaram-se da realidade e dedicaram-se à especulação. "Transformaram-se num grande cassino", afirmou. "A ganância de alguns deu lugar ao pânico de muitos", acrescentou.
Lula, que falou antes do almoço, brincou com a platéia dizendo que não era para atirar facas e "muito menos sapatos" enquanto ele falasse e a fome fosse aumentando, em referência ao incidente ocorrido no Iraque com o ex-presidente americano George W. Bush. Lula disse que o Brasil não teve a grave crise de confiança que se abateu sobre os países ricos. "Quando a crise veio à tona, nossa economia estava arrumada."
A crise global desafiou o Brasil a trabalhar mais para combatê-la, mas o atual momento representa uma oportunidade para os líderes mundiais, disse Lula. O presidente afirmou que "a crise surgiu como um desafio que dará mais motivação para fazer mais do que fizemos até agora".
Lula também falou sobre a integração das Américas e a necessidade de pensar para além das divisões políticas, temas também tratados com o presidente dos EUA, Barack Obama, durante o encontro de ambos os presidentes no último fim de semana. "O tempo da guerra fria acabou. Agora é tempo de democracia", disse. Com informações da agência Dow Jones.
Fonte: estadão


 
 
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.