Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Osteoporose também atinge homens
 
Quarta, 18 de Março de 2009  
 

 

Apesar de ser mais comum entre as mulheres, doença também atinge homens e exige exames regulares a partir dos 65 anos
 A osteoporose é um problema que é conhecido por atingir mais as mulheres. Porém, é notório que a disparidade é cada vez menor. “Não há o crescimento do número de homens com osteoporose. O que ocorre é que eles estão sendo mais diagnosticados, e isso não acontecia antes”, segundo Ângela Bushatsky, fisioterapeuta do Hiléa – Centro de Vivência para a Maturidade. Ela afirma que, aos 80 anos, 50% das mulheres sofrem com a doença, contra 20% dos homens da mesma fixa etária.
 O endocrinologista e professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Sérgio Maeda, concorda com a fisioterapeuta. “Os casos não aumentaram. Mas, a partir do momento em que o problema começou a ser mais estudado, esse exame passou a ser solicitado aos homens com mais frequencia, pois a osteoporose sempre foi conhecida como uma doença de mulher, mas não é”.
 Como se prevenir
 Sérgio alerta que é importante observar, desde jovem, se o pai ou a mãe têm o problema. “Caso haja histórico familiar, é bom fazer um exame, a densitometria óssea, o quanto antes, para descobrir se há sinais da doença”. Caso haja, o médico recomendará um tratamento para que o problema não avance, incluindo alimentação rica em cálcio e atividade física.
“Cada vez menos as pessoas consomem leite e seus derivados. Os pais precisam estimular que as crianças se habituem a esses alimentos desde jovens”, aconselha o médico. No caso de homens que não apresentam fatores de risco para desenvolver a doença, é necessário fazer o exame a partir dos 65 anos.
 Mais uma vez, os bons hábitos são os mais recomendados. “A prevenção da osteoporose se apoia em uma adequada nutrição e bons hábitos de vida, incluindo exercícios físicos, evitando alcoolismo e tabagismo”, explica a fisioterapeuta.
 Se aparecer o problema
 Sérgio informa que a doença é silenciosa, por isso, a importância de ficar atento. “É mais comum descobrirem a osteoporose depois que a pessoa sofre uma fratura, pois, só aí, há uma investigação para descobrir se há algum problema ósseo”. Mas com o avanço da doença, segundo Ângela, as queixas passam a surgir. “O paciente sente fraqueza muscular, dificuldade para dar passos, fadiga e humor deprimido, antecedendo a dor óssea”, relata.
 “Depois do problema instalado, o médico indica um tratamento, que pode ser à base de vitaminas, exercícios físicos de solo e até exposição ao sol, porém, adequada, para não causar problemas de pele”, informa Ângela.
 Se for detectada a osteoporose, Sérgio alerta que é importante descobrir quais são as causas, principalmente no homem. “Se ele não tem alguma doença que provoque perda óssea, usa um medicamento que provoque isso – como a cortisona –, ou se há algum déficit na produção de testosterona – o principal hormônio masculino”.

Fonte: Ig - Vladimir Maluf


 
 
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.