Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
Inclusão da validade de produto no código de barras é aprovado na CCJ
 
Terça, 23 de Maio de 2017  
 

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, nesta quinta-feira (11), proposta que assegura ao consumidor o direito de verificar, a partir da leitura do código de barras, a validade de produto ofertado em supermercado. Segundo a matéria, além do preço, o leitor óptico terá de informar a data de validade.

A medida está prevista no Projeto de Lei 91/15, do deputado Adail Carneiro (PP-CE), que recebeu parecer pela aprovação do relator, deputado Maia Filho (PP-PI). A análise na CCJ foi restrita aos aspectos constitucionais, jurídicos e de técnica legislativa da matéria.

Maia Filho avaliou que a medida vai proteger o consumidor de possíveis fraudes. "Acontece com assiduidade de varejistas burlarem a data de validade do produto, imaginando que isso não pode gerar nenhuma consequência ruim para a saúde do consumidor. O prazo de validade inserido no código de barras será uma segurança para o consumidor de que ele não vai comprar nenhum produto estragado", afirmou o relator.

O projeto altera a Lei de Afixação de Preços (10.962/04). A legislação atual determina que, nos casos de utilização de código referencial ou de barras, o comerciante deverá colocar, junto aos itens expostos, de forma clara e legível, informação relativa ao preço do produto, suas características e código.

Tramitação
O texto ainda vai ser analisado pelo Plenário. Anteriormente, a matéria havia sido aprovada pela Comissão de Defesa do Consumidor e rejeitada na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços.

Na CCJ, foi rejeitado o Projeto de Lei 6865/17, do deputado Cabo Sabino (PR-CE), que trata do mesmo assunto e tramita em conjunto com a proposta de Carneiro.

Íntegra da proposta:

Agência Câmara Notícias - Reportagem: Noéli Nobre / Edição - Sandra Crespo

 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.