Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
NOTÍCIAS
Concursos
Copa do Mundo 2010
Política
Reportagem Especial
Policial
Regional
Estadual
Nacional
O Mundo
Economia
Educação
Meio Ambiente
Saúde
Esporte
Local
CANAIS
Alto Astral
Turismo
Reflexão
Dicas e Truques
Editais
Artigos
Parábola
Telefones Úteis
Eventos
Horóscopo
Culinária
Poesias
Piadas
Aniversariantes
Contas Públicas
LINK'S
Micks Informática
Vilson Nunes
Farol da Cidade
Joaquim José Show
Folha do Vale
Sudoeste Bahia
Blog Tiago Marques
Pref. de Guanambi
Alô Cidade
Lobo Mau
Blog do Latinha
Caetfest
Iguanambi
Twitter Trib.Popular
Face Tribuna Popular
REDEINTERSOFT.COM
a-Bahia.com
Portal Pindai
Portal Montes Claros
 
a a a
 
O Bullying: Uma nova forma de preconceito
 
Terça, 03 de Agosto de 2010  
 

Chegamos ao novo milênio e com ele a intensificação das diversas formas de preconceito. Esse problema não é algo recente. Contudo, tem se intensificado nos últimos anos. Com isso, ele tem se refletido, continuamente, nos mais diversos âmbitos sociais. Tal situação fez com que ele adquirisse outras denominações, como, por exemplo: o bullying. Mas, independente de sua denominação, esse mal leva as pessoas a julgarem outras, com base em diversos fatores, tais como: sociais, econômicos, lingüísticos, etários, opção sexual, aparência física, cor, etc.

Essa nova denominação, o bullying, tem sido objeto de inúmeras discussões, ganhando espaço em diversos meios de comunicação. Ele pode ser definido como atos de violência por meio de palavras, gestos e ações. Dito de outra forma, ele pode ser conceituado como atos de agressão, intencionais e repetidos,  por intermédio da violência física ou simbólica (psicológica). Tais atos podem ser comtidos por uma pessoa ou por um grupo. Em geral, eles têm como objetivo se sobrepor a alguém ou a um grupo que são concebidos como inferior.  E, ainda que não tenha fundamentação alguma, eles atacam suas vítimas de forma impiedosa, para evidenciar sua preponderância e superioridade.

Esse mal ocorre de inúmeras formas. A primeira delas é a indireta, em que ele se dá, na maior parte dos casos, por meio de atos velados e discretos, como: olhares, imagens e ilustrações depreciativas, comentários maldosos e negativos, etc. E, em alguns casos, tais comentários podem até abranger a família da vítima. O que se conceitua como agressão social, que, muitas vezes, ocasiona o isolamento da vítima desses atos.

Entretanto, na maior parte dos casos, ele acontece de forma direta e agressiva. Nesse caso, ele ocorre através de agressões físicas, gestos ameaçadores, chantagem, recusa social, diversos tipos de críticas (à aparência, às vestimentas, à opção sexual, à etnia, à regionalidade), colocar a vítima em situações constrangedoras e problemáticas diante de outras pessoas, etc.

Além dessas duas formas, existe uma terceira que se dá com base nas Tecnologias da Informação e Comunicação, as famosas TIC. É o  bullying virtual, mais conhecido como cyberbullying. Nesse caso, as vítimas são expostas em sites de bate – papo e sites de relacionamento, por intermédio de comentários depreciativos, falsos perfis da vítima e, sobretudo, publicação de fotos (muitas delas montagens). Diante desse cenário, percebe – se que sua disseminação é tão intensa, que ele não ocorre apenas presencialmente, mas também virtualemente.

No entanto, de  ambas as formas, ele ataca suas vítimas e, acima de tudo, as diferenças que são percebidas como inferioridades. Assim, todos, cada qual a sua forma, ocorrem em função da intimidação e da humilhação. Com isso, eles atingem a auto - estima de seus alvos e, especialmente, restringem acessos, privando o cidadão de seus direitos.

Todos sabem que, nas últimas décadas, a ciência progrediu bastante, o que ocasionou grandes descobertas científicas e dos avanços tecnológicos. Tal situação propiciou o surgimento de diversas concepções positivas acerca da evolução da espécie humana. Contudo, a evolução do ser humano não se restringe à multiplicação de recursos e artefatos tecnológicos, mas, sobretudo, engloba os aspectos imateriais das pessoas. Nesse sentido, é primordial que elas evoluam em termos de condição humana.

 

Silvio Profirio da Silva – Aluno do Curso de Letras da UFRPE
E-mail: silvio_profirio@yahoo.com.br


 
 
Untitled Document
 Deixar um comentário
Jornal Tribuna Popular ::: Guanambi - BA :::
Fones: (77) 9 9962-1243 e 9 8827-5702
Editora Tribuna Popular LTDA - Avenida Presidente Castelo Branco, 96, Centro, Guanambi-Ba.